O mar no pomar: como é que as algas contribuem para a conservação da fruta – Relato da Visita de Estudo ao Ocean Open Day do Instituto Politécnico de Leiria (3/5)

Foi-nos dada a oportunidade de, no dia 13 do passado mês de fevereiro, participarmos numa visita de estudo organizada no âmbito do projeto “Eathink2015”, focado na alimentação sustentável.

Foram realizadas atividades no âmbito da confeção de alimentos e sua conservação, utilizando recursos naturais que estão lentamente a afirmar-se no mercado da gastronomia portuguesa.

A atividade “O mar no pomar” consistiu na realização do processo de conservação de maçãs evitando a sua rápida oxidação. Quando mergulhadas numa solução previamente preparada com base em recursos naturais, neste caso com produtos obtidos através das algas, consegue-se reverter o processo de oxidação das maçãs, podendo-se conservá-las por mais tempo. É um processo inovador, bastante original e pode ser uma boa aposta na substituição dos atuais métodos de conservação em que são usados químicos para conservar alimentos tais como vegetais e fruta. Permite também que os fornecedores de supermercados importem os alimentos com uma maior probabilidade de durarem mais tempo sem apodrecerem, mantendo um sabor mais aproximado do seu sabor em estado natural.

Rodolfo Duro
João Marcelino
Luís Oliveira
Eduardo Oliveira

11ºA – Escola Secundária Francisco Rodrigues Lobo – Leiria

Deixe uma resposta